Mais de 60% da internet de MS vem de provedores regionais

  • Mais de 60% da internet de MS vem de provedores regionais

Impossível imaginar a rotina de trabalho, estudos e até mesmo lazer sem a internet. O universo virtual é grande aliada nas atividades cotidianas mais variadas e com isso, a banda larga cresce acelerada no País.

Segundo dados da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), o Brasil registrou 29,1 milhões de contratos de banda larga ativos no Brasil apenas no primeiro mês de 2018. Os números indicam aumento de 336,4 mil contratos (+1,17%) no mês de janeiro de 2018  em relação a  dezembro do ano passado.

Entretanto, mais acelerado ainda está o crescimento dos provedores regionais, aquelas empresas não ligadas a grandes grupos nacionais ou às concessionárias de telecomunicações que, no mesmo período, também segundo a Anatael, registraram aumento de 290,8 mil contratos em operação (+6,80%). Tais números comprovam que os provedores regionais registraram crescimento 3,5 vezes maior do que todos os grupos com evolução positiva juntos (BT, TIM, Cabo, Algar Telecom, e Claro).

De acordo com o presidente da APIMS (Associação de Provedores de Internet de Mato Grosso do Sul), Dário Burda Júnior, o crescimento do segmento chega a 65% comparado as demais operadoras e mais de 60% da comunicação do Estado é responsabilidade dos provedores regionais, atendendo principalmente o agronegócio, uma das principais bases econômicas não só do MS quanto do País. “No Estado, contamos atualmente com cerca de 320 empresas no segmento de provedores de internet e estamos localizados nos 79 municípios de Mato Grosso do Sul atendendo todos os setores, seja residências, empresas, indústrias, assentamentos, aldeias indígenas e propriedades rurais, levamos comunicação para todos os pontos do Estado, desde a região central até o Pantanal alagado”, esclarece o presidente.

Ainda segundo Júnior, os provedores regionais tiveram crescimento mais expressivo devido sua proximidade com o consumidor e o atendimento mais abrangente, chegando em áreas mais remotas e periféricas, onde não há interesse das grandes operadoras, tendo em vista a demanda por acesso a grande rede estar cada vez maior, e a dependência pela internet. “Provedores regionais entendem melhor a demanda local e proporcionam mais confiança, uma vez que o usuário tem o contato direto de seus representantes, muitas vezes até dos próprios donos”, esclarece.

Sobre a APIMS – A Associação de Provedores de Mato Grosso do Sul foi fundada em março de 2017 com o objetivo de fortalecer o segmento da internet fornecida por meio de provedores regionais, assim como estabelecer segurança e proximidade à população.

 

Associação de Provedores de Internet do MS.

Integrando novas tecnologias, ampliando conhecimento.

TOPO